Buscar
  • Entrelingo Blog

Procurando trabalho na Austrália: como tornei meu sonho realidade


Procurando trabalho na Austrália

Estou na Austrália há 4 anos. Dois deles estudando inglês, viajando e vivendo a vida; uma na montanha-russa de emoções e indecisões, consumida em uma zona de conforto que não me deixava ver além; e, no último ano, meu momento de “ver a luz”.


Devo dizer que acredito verdadeiramente na lei da atração. Não sei mais como descrever, mas foi só quando mudei meus pensamentos e foquei em um objetivo claro que tudo começou a fluir. Abaixo, detalho o plano que organizei e executei:


1. Prestar o IELTS. Fiz um simulado gratuito com uma agência e lá identifiquei pontos fracos e fortes. Eu baixei estes aplicativos: IELTS preparation, IETLS essays e IELTS NGOCBACH. Eu os verificava sempre que podia, especialmente em viagens de ônibus ou trem. Eu também escrevia um ensaio por semana. Naquela época, eu estava limpando casas e contei a uma de minhas clientes o que estava fazendo; ela se ofereceu gentilmente para analisá-los e me dar feedback (meu conselho é que aproveitem todos os amigos australianos que vocês tenham). Além disso, pratiquei quase todos os dias listening no YouTube, pois era um dos meus pontos fracos.


2. Organizar meu currículo. E aqui começou a ficar difícil; levei quase três meses porque não sabia como explicar meus 7 anos de experiência profissional em uma página. Para isso, comecei pesquisando currículos de profissionais de meio ambiente no Google, já que sou engenheira ambiental, e de lá tirei as atividades que me pareciam com o que fiz. Também revisei perfis de engenheiros ambientais no LinkedIn para fazer o mesmo exercício. De tanto ler perfis, entendi como resumir e ser mais precisa e específica com minhas responsabilidades. Além disso, o que fiz e o que mais recomendo, é criar um currículo para cada “ramo” a que se inscreverá. Por exemplo, se você está se candidatando a um emprego de gerenciamento de resíduos, ajuste o currículo apenas para essa atividade.


3. Networking. Isso foi complicado e ainda é. Tenho muito vergonha de iniciar conversas em espanhol, agora imagine em inglês. No entanto, fui a algumas reuniões de networking e prestei muita atenção ao que as pessoas estavam falando, como se apresentaram e que perguntas fizeram. Se você não fala bem, ouça e assista!


4. Candidatar-se a empregos. Tornou-se quase uma obsessão para mim: seek, LinkedIn, Jora, FB, councils, entre outros. Lá lia quantas ofertas de emprego havia, analisando para entender qual mais se adequava ao meu perfil. A verdade é que era difícil para mim entender como poderia atuar profissionalmente, mas estava aprendendo depois de revisar tantos perfis.


5. Relação com profissionais da minha área de estudo. Percebi que, do meu círculo de amigos, nenhum deles era engenheiro, então, por meio da página Latin Engineers Australia do Facebook, escrevia para todos os engenheiros ambientais que vi comentando. Recebi muita ajuda. Isso me ajudou especialmente a saber como escrever meus episódios para minha Skill Assessment.


6. Certificação da profissão com Engineers Australia. Eu não sabia por onde começar. O que fiz foi ler todos os posts, comentários e sugestões na página Latin Engineers Australia do Facebook; dessa forma, eu estava me conectando com pessoas que fizeram ou estavam fazendo o processo. Lembre-se de que você não está sozinho, pergunte sem ter vergonha.


7. E assim como mencionei, a lei da atração surtiu efeito. Não consegui meu emprego me candidatando a nenhuma das ferramentas que mencionei, mas tenho que aceitar que foi um bom exercício. A certa altura, tive a oportunidade de ajudar meu noivo com alguns relatórios para seu trabalho, e foi aí que ele percebeu que eu era boa no Word e no Excel. Ele fez o comentário para o chefe, então eles me deram uma entrevista como assistente administrativo (já que eu estava disposto a fazer o que fosse necessário e ganhar experiência local, mesmo que não fosse em minha área).


Para minha comodidade, o entrevistador comentou que queria ser certificado nos sistemas integrados de gestão (ISO 9001, ISO 14001 e ISO 45001), e essa era a oportunidade! No meu país, trabalhei como interventora HSE, por isso sei por experiência própria como os padrões são implementados, porque aproveitei a oportunidade para demonstrar a minha experiência e explicar como os poderia ajudar nesse assunto (consegui um inglês divino que nem eu acreditava). Então, fui contratada como HSEQ Assurance Officer e não como Administrative Assistance. E foi assim que consegui trabalhar como profissional na Austrália.


Muita energia para todos e sucesso em seus processos!


Jenny Tellez

#engenheirosnaaustrália #braziliansinaustralia #traduções #brasileirosemsydney #brasileirosemmelbourne #brasileirosemgoldcoast #brasileirosembrisbane #braziliansinaustralia #braziliansinsydney #NAATI #tradução #TraduçõesNAATI #traduçõesjuramentadas

29 vistas0 comentarios